O corpo humano é complexo e conta com diversos fatos que poucas pessoas sabem. Na minha área, endocrinologia, gosto de falar sobre isso, como as curiosidades sobre a testosterona que talvez você não saiba.

Esse é um hormônio que levanta muitas dúvidas entre os meus pacientes, uma vez que é visto como masculino, mas, ainda assim, está presente nas mulheres.

Dessa forma, ela age diretamente no organismo e tem um papel essencial para ambos os gêneros.

Ficou curioso para saber mais? Então continue lendo e confira algumas curiosidades sobre a testosterona.

Conheça algumas curiosidades sobre a testosterona

Separei algumas curiosidades sobre a testosterona que sempre surpreendem os meus pacientes:

A utilização de anticoncepcionais diminui a produção de testosterona

Os famosos anticoncepcionais têm diversos efeitos na saúde da mulher. 

Esse medicamento é formado por hormônios femininos que são ingeridos e, quando estão no organismo, estimulam a produção de uma proteína.

Essa proteína, chamada de Globulina Ligadora de Hormônio Sexual, faz a captura das testosteronas livres. 

Como consequência, a mulher perceber alguns efeitos, como:

  • redução da acne;
  • controle do crescimento de pelos;
  • redução da libido, embora seja muito variável. 

É por isso que a consulta com um médico antes de fazer uso de qualquer medicamente anticoncepcional é tão importante.

Há benefícios e malefícios que devem ser considerados e riscos que precisam ser devidamente acompanhados.

A testosterona pode aumentar a libido da mulher

Uma das curiosidades sobre a testosterona que vale a pena ser citada está relacionada com a sua função sexual na mulher.

Quando o nível desse hormônio está baixo, como no caso da utilização do anticoncepcional, é comum haver uma diminuição na libido.

Na menopausa, com a queda acentuada na produção ovariana de testosterona, a queda de libido pode ser percebida de maneira mais intensa. Nesta fase, na presença dessa queixa em mulheres que estão fazendo reposição hormonal de forma adequada, o uso da testosterona pode ajudar a aumentar a libido.

A testosterona é produzida pelo ovário

Uma das perguntas que mais escuto entre minhas pacientes é como a testosterona é produzida no corpo da mulher.

No homem, essa produção ocorre, principalmente, no testículo, mas isso não é possível no corpo feminino, não é?

Nas mulheres, a testosterona é produzida no ovário, junto com os hormônios femininos, como a progesterona. Alguns derivados semelhantes à testosterona também são produzidos na glândula adrenal.

Os níveis de testosterona diminuem com a idade

Com o passar dos anos, a produção dos hormônios em geral começa a cair.

Um exemplo disso no sexo feminino é a menopausa, que ocorre quando a mulher não consegue produzir progesterona e estradiol por causa da diminuição da função dos ovários.

Como comentei acima, nesse órgão também há a sintetização da testosterona, por isso, também há a sua diminuição natural.

Os homens também podem apresentar redução dos níveis de testosterona com o envelhecimento.

A obesidade reduz os níveis de testosterona

Além da idade, também existem outros fatores que influenciam os níveis de testosterona no corpo da mulher, assim como dos homens. 

Um deles é a quantidade de gordura corporal.

O excesso de gordura faz com que haja uma diminuição da testosterona livre. Além disso, o homem que está acima do peso converte parte da sua testosterona em estradiol, que, por sua vez, atua inibindo a produção do hormônio masculino.

Assim se forma um ciclo que faz com que o nível caia cada vez mais. 

Isso traz diversas consequências para os pacientes, como:

  • fraqueza;
  • aumento no risco de problemas cardiovasculares;
  • perda de massa óssea;
  • problemas sexuais.

A testosterona começa a ser produzida na formação do feto

Para finalizarmos as curiosidades sobre a testosterona, acho interessante falarmos sobre a produção desse hormônio desde antes do nascimento.

Esse processo difere muito entre as espécies. 

Nos humanos, por exemplo, desde a formação do feto já há a produção, afinal, por meio dela há definição do gênero do bebê.

Já nos ratos, esse hormônio só começa a ser produzido após o seu nascimento.

Nosso corpo é mesmo incrível!
Se você gostou desse conteúdo e deseja saber mais sobre a sua saúde, entre em contato comigo.